sábado, 31 de dezembro de 2011

Receita de ano novo

Em jeito de despedida do ano de 2011,  deixo aqui uma poesia de Carlos Drumond de Andrade sobre o ano novo.
Até para o ano!

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)


Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.




Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

We Are Family


No seguimento do escrito anterior resolvi aqui publicar a música "We Are Family".
Graças a uma brincadeira humorada, desde o Natal passado que não consigo ouvir esta música sem pensar na minha sogra e na minha cunhada M.
Feliz 2012 para a família que está no Porto!

Constatação blogueira

A minha mãe visita-me diariamente mas nunca comenta, o Bolhão passa por cá mensalmente para ver se conto graçinhas da nossa filha, a minha cunhada vem de tempos a tempos, como as queridas bolhas, a me hate, a acre e doce, a mãe babada, a significados e a T., por cá não passam, o blogue passou a ser de leitura familiar...
A todos os leitores que restam e família, bom melhor dia útil da semana!

Sabia que...

O dia de hoje não existe na Ilha de Samoa?
Para mais risadas ler aqui.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Interessante

Novo estudo sobre o favoritismo parental.
Obrigada por me ter dado a conhecer este estudo, querido e culto Pai!
Podem ler tudo aqui.

Mulheres coragem

Em jeito de balanço, destaco três mulheres portuguesas com coragem de leoas.

Catalina Pestana, por continuar a lutar contra os "maus", em defesa dos fracos e oprimidos que, em concreto são ou foram crianças indefesas, abusadas sexualmente, manipuladas e traumatizadas.

Felícia Cabrita, pela sua integridade e busca incessante pela verdade, sem temer os poderosos.

Filomena Teixeira que, há 13 anos luta para saber o que aconteceu ao seu filho Rui Pedro (não imagino a intranquilidade desta Mãe).

Despeço-me com um provérbio: "a coragem é um medo vencido".

Eat, pray, love

Vi o filme pouco depois do nascimento da minha filha, não me marcou e praticamente não guardo memórias. O livro está a dar-me uma vontadinha de voltar a Roma!
Até logo!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Abercrombie & Fitch

Um dos presentes que dei ao meu Bolhão foi este perfume que comprei da recém inaugurada Abercrombie & Fitch na Orchard Road (Singapura).
O aroma do perfume é óptimo e dura muito tempo, a loja é de uma animação histérica (tudo canta, tudo dança) escura (é difícil encontrar os números certos) com empregados altos, giros e muito mas muito melgas. Sem excepção, todos os empregados com que nos cruzamos (e são muitos), fazem largos sorrisos pepsodent e perguntam como nos sentimos e de onde somos.
Por norma sou uma piquena bem-humorada mas a partir de certa altura passei a grunhir entre dentes as respostas. Não há pachorra para tanta pergunta!
Pelos vistos, a loja tem um ambiente diferente porque a roupa que vende é descontraída e os consumidores alvo situam-se entre os 18 e 22 aninhos... Adequada ao meu Bolhão, portanto!
Até já.

Beijoqueira Lou fu

"Bye bye mãe", "mais pão" são as frases que se juntam ao extenso reportório da Lou fuzinha. Está uma tagarela!
Corre pela casa toda, muito independente não quer dar a mão. As molduras, os "Abós", o espelho, o cão, os pais, a prima Beli e os brinquedos,  tudo corrido a peganhentas beijocas e muitas festinhas...
O que eu adoro esta minha filha!

Bintan

Pode-se dizer que tivemos algum azar com o tempo... O estuporado do furacão que estava nas Filipinas deu origem a uma tempestade na ilha de Bintan.
Conseguimos ir à praia 1 dia, nos restantes choveu torrencialmente. A Loufuzinha e o Bolhão deram alguns mergulhos na piscina mas quando saíam de dentro de agua estava frio. Diga-se que para férias de praia o tempo não estava de todo agradável.
Resultado, viemos mais cedo para Singapura e ainda consegui fazer algumas compras de Natal.
Apesar das más condições meteorológicas conseguimos descansar, dormir, brincar muito, namorar e passar tempo de qualidade em família.
A praia era boa e bonita, extenso areal, mar com ondas, areia branca, contamos lá voltar um dia, de preferência sem chuva.
Até logo!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Já não é Natal

O pior das férias é ter de voltar ao trabalho, horas fixas, tarefas, e-mail, montes de papelada, agenda, horários, objectivos para cumprir, prazos, ram ram. Corpo e mente habituam-se ao bem bom e depois recusam-se a voltar à rotina... Fico sempre com uma certa depressãozinha pós-férias, este ano agravada, sem jet lag e regresso a calhar nos festejos natalícios... Nem tive tempo para perceber que ia ter de voltar à labuta. Sofro!

Este Natal a Loufuzinha vibrou de tal maneira com a quadra que acordou na madrugada de 25, pronta para brincar com os novos brinquedos enquanto dava guinchos de alegria. Foi um fartote de tanta alegria. Dançou, pulou, abriu embrulhos, tudo isto acompanhado de grandes gargalhadas. É certo que é um cliché mas o Natal com a nossa Lou fu tem outro sabor.

Hoje abriu deliciadamente os presentes que os Avós C. e a Tia M. lhe enviaram do Porto. Dá gosto!

Pena o Natal ter passado a correr. Até breve.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Ternura

Desvio dos teus ombros o lençol,
que é feito de ternura amarrotada,
da frescura que vem depois do sol,
quando depois do sol não vem mais nada...

Olho a roupa no chão: que tempestade!
Há restos de ternura pelo meio,
como vultos perdidos na cidade
onde uma tempestade sobreveio...

Começas a vestir-te, lentamente,
e é ternura também que vou vestindo,
para enfrentar lá fora aquela gente
que da nossa ternura anda sorrindo...

Mas ninguém sonha a pressa com que nós
a despimos assim que estamos sós!

David Mourão-Ferreira, in "Infinito Pessoal"

Sabia que...

O Natal é uma festa de origem pagã e que a decoração do pinheiro tem igualmente origem pagã?!
Natalis Solis Invicti.
Ah pois é!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Família

O melhor desta vida é mesmo a família...
Quando penso na minha, engloba filha, marido, pais, irmãos, sogros, sobrinhos, cunhados, tios, primos e cão.
Jantares barulhentos, risonhos, a reviver histórias antigas. Tão bom! Saudades da parte que está no Porto!
Até breve.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

sábado, 17 de dezembro de 2011

Amar:


Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...
O amor é quando a gente mora um no outro.
Mário Quintana

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Fui...

Boa semana, recheada de feriados!!! Divirtam-se. Depois conto as nossas aventuras.
Até breve!

Em contagem decrescente para o momento F, de férias!

Odeio fazer malas mas em contrapartida adoro viajar...
Tudo dobrado, organizado, etiquetado, temos roupa a mais. Estamos prontos?! Daqui a umas horinhas entramos de férias, delicioso momento esse. Dias e dias pela frente de "dolce far niente", sem horas marcadas e papelada, com pequenos-almoços demorados, praia.
Aiiiii aiiiii, já o estou a saborear, por antecipação!
A ouvir no carro um CD da Adriana Calcanhoto... Sou só eu que acho que esta mulher é um bocadinho mal amada?!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Bendita trela

Uma das coisas que me causa muita aflição são as multidões. Na Ásia as multidões não são para brincadeiras. Tudo empurra, acotovela, ultrapassa e atropela, sem dó nem piedade.

Como Mãe, tenho horror a que a Loufuzinha, num acesso de independência (cada vez são em maior número) escape do meu controlo, consiga largar-se da minha mão e seja engolida pela multidão (lembro-me muitas vezes da história do ainda desaparecido Yu Man-hon).

Em aeroportos, centros comerciais e avenidas movimentadas, enquanto está a andar a pé, vai ao meu lado e de trela, tal Luluzinho...

O inventor destas mochilas era mesmo espertalhão! Oferecida pelos avós, a nossa Lou fu adora...

Boa quinta-feira!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

3


Esta sou eu daqui a 3 dias, numa praia paradisíaca aqui perto, preguiçosamente repimpada numa bonita e balouçante rede tropical…

Pára tudo, rebobina!!!

Esta era eu se não tivesse a felicidade de ter uma filha saudável e irrequieta que, só quer andar, cantar, dançar, falar sem parar e mexer em tudo, ou em alternativa, se quisesse ir passear-me armada em dondoca das que levam o staff de férias, com o Bolhão e a pobre Camélia, com funções de preceptora da “piquena doce e exemplar Loufuzinha”...

Sem direito a sestas em rede tropical mas com tardes preenchidas com jogos de apanhada, lanches de come a pápa, castelos de areia, mergulhos nas bravíssimas e muitas risadas.

Ai que estou mesmo deserta por um solzinho e uma praia de areia branca...

Até já!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Sobre esta manhã

"(...) Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo." - Fernando Pessoa

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

5

Aiaiaiaiaiaiaiaiaia...

Anthony Bourdain - No Reservations - Macau




Assim é a nossa cidade, para todos os gostos e carteiras!
Deliciosa...

Eu

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada… a dolorida…

 Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino, amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!

Sou aquela que passa e ninguém vê…
Sou a que chamam triste sem o ser…
Sou a que chora sem saber porquê…

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Sabiam que...

Nascem 200 mil bebés proveta por ano no mundo...
Boa sexta-feira!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Next Stop

Primeiro pensamos ir uns dias para Langkawi mas os preços estão de susto e tinhamos que apanhar dois aviões. Deve ser bonito mas não compensa.
Em alternativa, pensamos que as inundações no reino do Sião tinham feitos os preços baixar. Nada disso, pela hora da morte.
Por fim decidimo-nos por um novo destino.
O cenário é o mesmo, areia branca, mar azul turquesa, sol, cabaninhas e só um vôo... O nosso bebé vai vibrar!
Ainda faltam uns dias. Até já!

A melhor declamação da rádio Macau

Ouvi ontem na rádio, eram 18h e estava perdida no meio da Areia Preta (sofro)... Nisto oiço na Rádio Macau a melhor declamação da história dessa estação. O poema não era fácil, longo mas muito bonito, dito na perfeição com a dose certa de ênfase e dramatismo. Meu querido Dinis, a tua Mãe se fosse viva estaria a transbordar de orgulho até ao Natal, o seu filho artista... Mas que bem!

Deixo-vos o poema, para quem tem 11 anos não deve ser fácil memorizar. Até logo!


Fernando Pessoa - Dedicatória aos Amigos...

Um dia a maioria de nós irá separar-se.

Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos. Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim... do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre.

Hoje não tenho mais tanta certeza disso.

Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida.

Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nas cartas que trocaremos.

Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices... Até que os dias vão passar, meses...anos... até este contacto se tornar cada vez mais raro.

Vamo-nos perder no tempo.... Um dia os nossos filhos vão ver as nossas fotografias e perguntarão: "Quem são aquelas pessoas?" Diremos...que eram nossos amigos e...... isso vai doer tanto! "

Foram meus amigos, foi com eles que vivi tantos bons anos da minha vida!" A saudade vai apertar bem dentro do peito.

Vai dar vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...... Quando o nosso grupo estiver incompleto... reunir-nos-emos para um último adeus de um amigo.

E, entre lágrimas abraçar-nos-emos. Então faremos promessas de nos encontrar mais vezes desde aquele dia em diante.

Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida, isolada do passado.

E perder-nos-emos no tempo..... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida te passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades.... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

Qué Maisi

Não gostava de doces, abanava a cabeça e recusava... Até ao dia em que comeu o primeiro praliné, vindo directamente  do calendário do advento, recheado de chocolates. Toda lambuzada, apontou para a porta do quarto onde está pendurado e proferiu: "Pai qué maisi!"
Tem a quem saír esta filha gourmet!
Até logo...

sábado, 3 de dezembro de 2011

Bolhachas natalícias

Se eu tivesse mais tempo livre, fazia todas as bolachas de natal, cujas receitas estão no site da ex presidiária, milionária, esperatalhona Martha Stewart... São lindas de morrer e tão natalícias.
Bom fim-de-semana!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Inverno à porta

É oficial, chegou o Inverno, a temperatura não está muito baixa mas percebemos que chegou pelo cheiro a naflalina que inunda os elevadores da cidade...
Até qualquer dia!

Fado: Património Cultural Imaterial da Humanidade

Não podia deixar de assinalar aqui que, o Fado foi esta semana reconhecido pela Unesco, como Património Cultural Imaterial da Humanidade.
Penso que Macau devia pensar sériamente em candidatar, na mesma categoria, o Patuá e a Culinária Macaense, por serem características tão próprias da nossa região. Para quando a candidatura, ICM?!
Até breve.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A pensar em ti

Minha muito querida amiga, hoje acordei mística, só quero que saibas que te estou a mandar ondas de energia positiva. Neste momento preciso estou a pensar em ti. Estou a sorrir porque tenho a certeza que tudo vai acabar bem.
Até logo!

Baby Tv

A Loufuzinha adora o canal Baby Tv... Reconhece os desenhos animados e dança ao som das músicas favoritas. Até o bolhão sabe as letras de cor. Tal é o fanatismo que tivemos de estabelecer como limite vinte minutos por dia pois muita tv faz mal à massa cinzenta.
Até logo!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Momentos Pavlova

Tenho mão para doces... Actualmente este é o doce preferido de toda a minha família, estão viciados, ninguém quer variar de lambarice?!
Deliciosa tentação.
Depois de um fim-de-semana que passou a correr temos todos de voltar ao ram-ram do costume. Consegui passear, estar com a família, brincar com a Loufuzinha, mudar a roupa de Inverno e ainda fiz compota de ananás. Dois dias recheados de actividades e bons momentos (tirando a parte das tarefas que todos temos de fazer).
Por mim, vivia dos rendimentos e tinha um negóciozinho para me entreter.
Boa segunda-feira, espera-me uma tarde animada...

domingo, 27 de novembro de 2011

Salsicha style

Um dos destaques do mundo da moda, foi o facto de Kate Winsley optar de novo por um vestido super justo da estilista Estella McCartney, para sublinhar as suas curvas. Cada qual sabe o que o faz confortável...
Só a mim me lembra uma salsicha?
Até logo!

sábado, 26 de novembro de 2011

Bom fim-de-semana!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Até ao Natal um saltinho de pardal

Lá por casa, fizemos a árvore de natal mais cedo. Tivemos uma ajudante entusiasta que não queria abrir mão dos penduricalhos. Uma árvore cheia de luzinhas e colorida, uma alegria! Temos menos decorações natalícias espalhadas porque há uma marota que as come.
Desporto favorito actual: arrancar as bolas da árvore...
Feliz Natal!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Stop Human Trafficking

Se estiver em Macau, denuncie: 28 889911.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ideias artesanais



Se vive em Portugal, aqui ficam algumas ideias originais para presentes de Natal. Todos da autoria da minha querida e prendada cunhada, podem ser encomendados aqui.
A Loufuzinha adora o cão, o album e as casinhas, já para não falar dos bonecos especiais que a Tia Rita fez para o baptizado...
Boas encomendas!

Rosas de Inverno

Corolas, que floristes
Ao sol do inverno, avaro,
Tão glácido e tão claro
Por estas manhãs tristes.

Gloriosa floração,
Surdida, por engano,
No agonizar do ano,
Tão fora da estação!

Sorrindo-vos amigas,
Nos ásperos caminhos,
Aos olhos dos velhinhos,
Às almas das mendigas!

Desse Natal de inválidos
Transmito-vos a bênção,
Com que vos recompensam
Os seus sorrisos pálidos.

Camilo Pessanha

terça-feira, 22 de novembro de 2011

73 milhões para sopa

Todos os anos são mortos 73 milhões de tubarões. Notem que não escrevi intencionalmente “pescados”. Depois de apanhados, cortam-lhes as barbatanas e largam-nos no mar, onde se vão esvaindo... É um acto bárbaro, cruel e a morte do tubarão mutilado é horrenda.
A proprietária desta chafarica deixou de comer sopa de barbatanas de tubarão... Com este contributo simbólico posso estar a contribuir para um mundo melhor. Estamos a dar cabo da natureza e da humanidade.
Um serão de reflexão!

Semana redoxon!


9 horas seguidinhas, dormi eu... O Bolhão deu o biberão à Loufuzinha e eu nem sequer dei por nada.
Na véspera não tinha praticamente dormido, estou com uma constipação monumental. Olhos chorosos, nariz totalmente entupido e dor de garganta. Parece que apanho todas as mazelas da Loufu...
Esta semana, à falta de cecrisina, estamos a redoxon!
Atchim, até logo!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Na Abreu Carga, jamais!

Nunca mas nunca usem os serviços da Abreu Carga...
Perderam-nos 5 caixotes com pertences pessoais insubstituíveis, não nos pediram desculpas e ainda por cima não fazem nada para os encontrar.
Companhias destas merecem fechar.
Até logo!

domingo, 20 de novembro de 2011

Sonho meu

Um dia vou acordar e mudar de vida, abrir a casa de chá, tornar-me num misto de cozinheira, gerente e proprietária, um negócio meu que me dê gosto e  borboletas na barriga.
Gosto muito do meu trabalho mas não me importava que, o meu hobby favorito se pudesse tornar num rentável modo de vida.
Até logo!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Casa de bonecas

O que mais me entristece com a perda dos volumes é saber que nunca mais vou ver a casa de bonecas que a minha Mãe desenhou para mim. Foi o presente de Natal dos meus Pais, devia ter 6 anos, estilo anos 70, fui recebendo a mobília aos poucos, adorei!
Tantas horas de faz-de-conta feliz me proporcionou, ía ter um futuro risonho com a Loufuzinha...
Triste!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Cuidado com as pilhas

Uma criança norte-americana de dois anos foi submetida, na passada sexta-feira, à 18ª intervenção cirúrgica no Hospital Pediátrico de Phoenix, nos EUA, depois de ter engolido uma pilha de lítio. Podem ler mais aqui.
Bom dia!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Arrastar de pés

Desta feita não há imagem que possa ilustrar a minha embirração, trata-se de um som...
Detesto o arrastar de pés, o chinelar indolente. Geralmente as pessoas que o fazem também se encostam às paredes, como quem precisa de apoio, numa pose molenga.  Põe-me doente e tira-me do sério!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

À deriva...

Se por acaso encontrarem por aí 5 caixotes, irregulares mas muito queridinhos, são nossos. Três dos quais são coisas da minha Loufuzinha (algumas das quais usadas por mim na idade dela, antiques, portanto) e que para além de serem muito estimadas nos dariam muito jeito. Um desespero!
Entretanto vou lendo o responso de Santo António (dado a conhecer pela minha querida Avó) que até hoje não me desiludiu... Com ele me despeço, até breve!

"Se milagres desejais
Contra males e o demônio
Recorrei a Santo Antonio
E não falhareis jamais.
Pela sua intercessão
Foge a peste, o erro e a morte
Quem é fraco fica forte
Mesmo o enfermo fica são
Rompem-se as mais vis prisões
Recupera-se o perdido
Cede o mar embravecido
No maior dos furacões.
Penas mil e humanos ais
Se moderam, se retiram:
Isto digam os que viram,
Os paduanos e outros mais.
(Glória ao Pai)
V. Rogai por nós Santo Antonio
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Oremos
Ó Deus, nós vos suplicamos que alegreis os vossos fiéis com os milagres de Santo Antonio, vosso confessor e doutor, para que, fortalecidos na terra com os auxílios do grande Santo, consigam alcançar as alegrias eternas junto a vós.
Por Jesus Cristo, Vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo. Amém."

11.11.11

(daqui)

Semana em revista

(Lio Man Cheong)

Mais uma semana se passou e continuo numa azáfama. Eu que até sou admiradora do senhor, detestei Midnight in Paris, do Woody Allen. A fotografia e a música são óptimas mas a história é tão enfadonha e cliché que, não aguentei e a meio desisti...

Tem muita razão o jornalista CMJ, no seu artigo sobre os neo-tugas, consegui imaginar perfeitamente os diálogos a que assistiu para se inspirar... Ainda há alguns portugueses da chamada velha guarda (felizmente, cada vez menos) que também se encaixam perfeitamente na mesma descrição.

Fica aqui uma recomendação, se algum dia resolverem trazer bens pessoais de Portugal para Macau (vulgo contentor) nunca mas nunca escolham a Abreu Carga. São a razão da minha fúria (que ainda não passou. Perderam-me 5 volumes e continuam a insistir que a responsabilidade não é deles, imaginem-me. Isso é que se vai ver!

Tenho combinado um mega almoço de família no delicioso festival da gastronomia do Clube Militar. Reservem que vale a pena!

Bom fim-de-semana!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Mais uma M.

Nasceu-me mais uma linda "prima sobrinha".
Uma vida recheada de momentos felizes, cheia de sorrisos e em boa companhia, querida M!
Aiaiaiaia, o que eu adoro bebés...

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Porque hoje estou furiosa

Em breve contarei e vão ver que tenho razão, gentinha incompetente!
Dizia eu,  porque hoje estou danada, colérica e raivosa, publico aqui mais um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen, in O Nome das Coisas.

"Com fúria e raiva acuso o demagogo
E o seu capitalismo das palavras


Pois é preciso saber que a palavra é sagrada
Que de longe muito longe um povo a trouxe
E nela pôs sua alma confiada


De longe muito longe desde o início
O homem soube de si pela palavra
E nomeou a pedra a flor a água
E tudo emergiu porque ele disse


Com fúria e raiva acuso o demagogo
Que se promove à sombra da palavra
E da palavra faz poder e jogo
E transforma as palavras em moeda
Como se fez com o trigo e com a terra."

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Pensamento

Há pessoas que só de respirarem ficam à espera de bebé. Infelizmente, há outras que não.
Todos os dias agradeço a grande alegria de termos uma filha tão desejada e querida como tu.
Até já!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Friozinho bom!

Parece que o friozinho vem aí...
Sei que lá para Fevereiro me vou arrepender amargamente deste desabafo mas, por agora, ninguém aguenta linho e algodão, sandálias, vestidinhos curtos, biquinis, foram 8 meses de Verão húmido e abrasador.
Até já!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O meu fim-de-semana começa agora. Divirtam-me e durmam muito. Boa sexta-feira!!!

Weightless

Recentemente, uma das minhas grandes amigas disse-me admirar a minha capacidade de não me enervar, ou perder a calma, durante as discussões... Tirando raras excepções, aparentemente, mantenho-me calmíssima e com o sangue frio q.b.
É em dias como este que preciso de respirar fundo e ouvir a canção Weightless, dos Marconi Union, vezes sem conta.
Para não correr tudo aos gritos e às bofetadas, vou ali ouvir mais um bocadinho.
Boa sexta-feira!!!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011