quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Para ouvir

Manhã cinzenta
Faz-me chorar
A chuva lembra
O teu olhar
As folhas mortas
Caem no chão
A dor aperta
O coração
Quanto eu não daria
Para poder voltar atrás
Volta p’ro meu peito
Daqui não saias mais

Voltar, de Rodrigo Leão, Album "O mundo"

Para ouvir ininterruptamente aqui.

Fez-me lembrar a frase de Almada Negreiros :“Há palavras que fazem bater mais depressa o coração…
E só comecei a tomar vítaminas há uma semana, pasme-se!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Velas de Natal


Adoro velas e vibro com o Natal… Nada melhor do que um sábado de manhã dedicado à compra de velas natalícias!

A
fábrica das velas, onde me abasteço de velas para todas as ocasiões, como é habitual não me desiludiu! Digo-vos, Macau e Hong Kong são sítios ideais para comprar decorações de Natal. Estou deserta para lá ir num pulo consumista!

Por hoje é tudo. Até qualquer dia!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

You cannot be serious!

Desculpem mas vou assistir a umas partidas de ténis e já venho…
Vou ter oportunidade de ver ao vivo o tenista mais amuado, mal criado e com menos desportivismo da história do ténis: O McEnroe está cá!
Partia raquetes, insultava o árbitro, fazia gestos feios com as mãos, um infindar de ordinarices com que todas as crianças vibravam! As partidas não voltaram a ter o mesmo sabor...
Espectáculo!

Dê sangue

No próximo sábado e seguindo o exemplo maternal vou dar sangue... É que o centro de tranfusões está aberto durante toda a semana! Não custa nada, são só 45 minutos que podem salvar uma vida.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Acessórios capilares

Só para vos vir dar a boa nova… Os chapéus, boinas, cloches e gorros continuam em alta por isso se ainda não tem nenhum tem mesmo que ir comprar. Pode também reciclar os chapéus dos anos 20 das suas avós, as boinas dos ano 60 e até chapéus à rasta... Vale tudo menos tirar olhos!

Nunca mas nunca trabalhe ou ande por casa de chapéu... É rediculo e pretensioso... Tenho visto algumas piquenas a jantar de chapéu e asseguro-vos que de todo não se enxergam. Algum senso, queridas!*
Se ainda o não fez, aproveite e compre ganchos com flores, borboletas e brilhantes, bandoletes, lenços e fitas para o cabelo. Os acessórios para o cabelo estão na berra... Basta olhar para as passerelles do mundo inteiro.

Boas compras!
*uma das poucas excepções é a missa, se for mulher pode usar chapéu dentro da Igreja.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

A amizade entre homens e mulheres

"A amizade, entre um homem e uma mulher é (o leitor que escolha) um bico-de-obra; uma coisa muito linda; ainda mais complicado que o amor; absolutamente impossível; amizade da parte da mulher e astúcia da parte do homem; astúcia da parte da mulher com amizade da parte do homem; só possível se a mulher for forte e feia; impossível se o homem for minimamente atraente; receita certa para a desgraça; prelúdio certo para o romance; indescritível; inenarrável; sempre desejável; o que Deus quiser; o diabo."
Para mais desnvolvimento e gargalhadas v. Miguel Esteves Cardoso - in " Os meus Problemas"

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Afastem-se das estradas, é o GPM!

É oficial, todo o vulgar automobilista é um potencial corredor de fórmula 3!!!
Este fim-de-semana é o GPM e é vê-los acelerar pelo circuito e fora dele, pondo ainda mais em risco a vida dos peões!!!
E Deus sabe como aqui se guia mal... Meninas, afastem-se das estradas, fiquem em casa, não andem pelas ruas nem nos passeios pois este fim-de-semana andar pela cidade é um desafio... Está a saque!.
Boa sexta-feira!

Human Trafficking - Emma Thompson

Todos os anos, mais de 700 mil pessoas são traficadas...

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Hotel surpresa


É aqui que vou ficar da próxima vez que for a Bangkok... Fui ver para crer. Um must de hotel! Tem 12 quartos, piscina e o estilo é o colonial. Digam lá se não é um segredo bem guardado?

Escapadela de fim-de-semana

Um fim-de-semana fantástico em óptima companhia. Grandes passeios, ar livre, jantares "internacionais" demorados, muitas gargalhadas, tuc tucs, horizonte, trânsito e muita poluição.
O Bolhão com o brilho especial no olhar de quem revê o amigo de toda a vida... Bem boa esta ida a Bangkok!

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Dia de Adopção da Anima - Sociedade Protectora dos Animais de Macau

Amanhã não se esqueça de passar pelo Abrigo da Anima (Estrada do Altinho de Ka Ho, Coloane) entre as 14h00 e as 18h00.
Cerca de 140 cães de todas as raças, idades, formas e tamanhos esperam por si.
Mesmo que não possa adoptar nenhum animal a sua visita e o seu carinho serão sempre muito bem-vindos. Pode também patrocinar um cão sem dono.
A ANIMA PROMOVE A ADOPÇÃO RESPONSÁVEL
Os cães dependem totalmente dos donos
A adopção de um animal não difere muito da adopção de uma criança; exige compromisso, exige responsabilidade, pode ser dispendiosa… Por isso pare e pense, antes de adoptar.
Mas se a sua decisão está tomada, a ANIMA está à sua espera!
Não se esqueçam de doar coleiras, trelas, comida para cães, champô para cães, etc.
Bom fim-de-semana!

Ser feliz

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...
Fernando Pessoa

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Momento de viragem

Um dia que ficou para a história.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Festival da lusofonia

Este ano há farturas?

Cão como nós

“Cão bonito, dizia eu, em momentos raros. E era um acontecimento lá em casa. Os filhos como que se reconciliavam comigo, minha mulher sorria, o cão começava por ficar surpreendido e depois reagia com excesso de euforia, o que por vezes me fazia arrepender da expressão carinhosa.
Cão bonito. E ei-lo aos pulos, a dar ao rabo, a correr a casa toda.
Digamos que aquele cão era quase um especialista nas relações com os humanos. Tinha o dom de agradar e de exasperar. Mas assim que eu dizia – Cão bonito – ele não resistia. Deixava-se dominar pela emoção, o que não era vulgar num cão que fazia o possível e o impossível para não o ser.” -
Cão Como Nós, Manuel Alegre.

Resolvi mudar a leitura nocturna para uma coisa mais light, é que ler ao serão o livro sobre tráfico de pessoas faz-me uns pesadelos que nem calculam… Os relatos são reais, revoltantes e aterradores o que não convidam de todo a noites bem dormidas…

Sou aquilo que os ingleses chamam “dog person” (quem me emprestou este livro é “dog and horse person” do Alentejo). Não ligo muito aos cães das outras pessoas mas adoro os meus… O livro do Manuel Alegre está-me a fazer umas saudades incríveis. Em casa dos meus pais sempre crescemos com cães. Quando nasci eram pastores alemães, depois um serra da estrela e o vira latas mais inteligente e engraçado do mundo, mais recentemente dois labradores simpáticos, educados, brincalhões e expressivos.

Em Macau sempre achei difícil ter um cão num apartamento, não tenho jardim e como passo pouco tempo em casa tenho medo que o cão se sinta infeliz… Mas na verdade ando com uma vontade de ter um cão que nem vos passa.

A considerar!