sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

A fingir que não sou do tempo da Maria Cachucha... Que moderna!
Boa sexta-feira!

Selfie Monga

Não consigo perceber esta  mania narcisista e absurda de as pessoas se auto retratarem em todo lado (casas de banho, elevadores, morgues, hospitais, em n situações e locais descabidos) com o telemóvel.
Comprar um suporte especial para o fazerem ainda me parece mais surreal...
No outro dia reparei num senhor a sair do jet foil, encostou-se a uma parede, sacou do telemóvel e do dito suporte e começou a falar e a rir-se sózinho.
Mas que mundo é este em que toda a gente se auto retrata, publica baboseiras nas redes sociais mas não olha sequer para a pessoa que viaja a seu lado? Um mundo monga em que parecem perder o juízo...
Bom dia!

Boa sexta-feira!

Singin-Dancin

Finalmente...

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

True detective

true-detective-poster.jpg

Estamos a tentar ver esta série há duas semanas. É muito violenta mas adormecemos sempre. A ver se é desta!

Contra a violência doméstica

Arrepiante e muito bem feito. Baseado numa história verídica.
Bom dia!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sono de lorde




Desde que voltamos de Portugal (há 1 mês) que o bebé E. não quer dormir sózinho... Deita-se tardissimo, até às 5 da manhã dorme na cama dele, depois chama a pedir companhia, passa para a nossa cama, bebe um leite de manhã, adormece às 10 e acorda ao meio dia. Julga-se uma espécie de Lorde Grantham.
Meu amor, vamos mentalizar-nos que isto é uma fase, terminada hoje, derivada do jet lag. Ninguém aguenta este ritmo!
Bons sonhos.
 

Saias de tule

Se eu tivesse a idade da minha filha passava os dias a pedir para vestir saias de tule, tipo bailarina, tão na moda por estas bandas.  Vale-me a Loufuzinha ser senhora do seu nariz e não pirosa como eu...
Bom dia!

É a inveja que os corroi!

A inveja é a amargura que se sofre por causa da felicidade alheia. (Cícero)

Inveja
Desgosto pelo bem alheio.
Desejo de possuir o que outro tem (acompanhado de ódio pelo possuidor).
 
"Sempre que caluniamos alguém (ou o criticamos destrutivamente) será porque nos sentimos inferiores a essa pessoa. Daí essa necessidade em falar mal da pessoa que tanto invejamos.

"Num certo dia uma cobra voraz desejava a todo custo abocanhar o inofensivo vagalume. Ao que o último lhe pergunta: "Serpente, tu que és tão poderosa porque me desejas aniquilar?". A serpente respondeu-lhe: "O teu brilho fascina-me e como eu não o posso ter, ninguém mais o terá. Por isso quero-te devorar."
 
Mas porque não viver bem com o sucesso dos outros? Habitualmente, a inveja é formada a partir do momento em que as qualidades do outro são comparadas, faltando uma avaliação do meu próprio potencial. Estes sentimentos de grande frustração e de inferioridade são gerados pelo facto de a pessoa não ser capaz de realizar acções minimamente úteis para si e para os outros, consolidando-se assim o complexo de inferioridade relativamente è pessoa invejada. A comparação que fazemos entre nós e o outro pode ser geral - quando comparamos as qualidades psicológicas, morais, sociais ou espirituais - ou específica - quando comparamos as posses materiais, como a casa, o carro, a roupa, o dinheiro ou o porte físico."

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ai a fumaça!

(fotografia de John Dominis)
 
Deixei de fumar há cerca de 5 anos. Era uma fumadora que gostava mesmo fumar e fumava muito.  Com todas as proibições que existem penso que deixei na altura certa.
Como o subconsciente é tramado, sonho muitas vezes que estou numa festa ou numa praia maravilhosa a fumar um belo de um cigarrinho...  Maldito vicio!
Bom dia.


sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

A casa dos avós

"A casa dos avós é, para a criança, um espaço de alegria porque geralmente acontecem lá coisas boas e engraçadas, de liberdade, de transgressão, e isso ajuda a criar um clima de confidência que, mais tarde, poderá ser muito útil", refere o médico pediatra Mário Cordeiro.
 
Espero não vir a proferir a frase "não te deixo ir para casa dos avós" pois, na relação entre os avós e netos não me parece que os pais  sejam chamados.
 
Os meus filhos são muito felizes em casa dos Avós. Têm a sorte de ter 4 avós muito diferentes mas igualmente fantásticos que os adoram. De casa dos meus pais trazem sempre novidades e ensinamentos. Fazem bolos, brincam ao faz de conta, aprendem novas canções e histórias fantásticas.
 
Ainda hoje me vem a memória as tardes que passei com a minha querida avó E., o som das gargalhadas e o cheiro do interior dos armários que escondiam tesouros.

Feliz o adulto que guarda no coração os momentos felizes que passou na casa dos seus avós!
 
São momentos de magia... Bom dia!

Boa sexta-feira!



 

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

"Spots" giros, Portugal



 
Mercado Bom Sucesso
(Mercado do Bom Sucesso, Porto)
 (Mercado de Campo de Ourique, Lisboa)
(Mercado da Ribeira, Lisboa)
 
Não é revelação que a  requalificação de antigos mercados de frescos tenha tido um grande sucesso em Portugal.
Antigas bancas de fruta e vegetais deram lugar a restaurantes de petiscos abertos pela noite fora.
Em Dezembro visitamos 3... O frio que se fazia sentir (mesmo com os aquecedores ligados)  não era nada agradável mas os petiscos valeram a pena.
O mais confortável (com menos vento) foi, sem dúvida, o do Bom Sucesso mas o mais giro de todos o da Ribeira, até porque tinha uma banca da Santini... Foi um gelado de framboesa (não havia morango) e doce de leite a dividir por três, somos gulosos e económicos...
Apesar do frio (ninguém tirou o casaco) adorei o conceito e espero repetir em noites de Verão!
Bom dia.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Mistérios ternurentos

With All My Hearts Posters by Carla Sonheim


"Mãe, à tarde ouviste-me cantar no teu escritório? Ohhhh, é que cantei tão alto para me ouvires ..."
Notem que o colégio é na ilha da Taipa e o meu escritório é na peninsula de Macau.
Bom dia!
 

A meus filhos desejo a curva do horizonte

"Se os nossos filhos soubessem o quanto gostamos deles", disse o meu querido bolhão enquanto assistiamos às brincadeiras tagarelas e barulhentas dos nossos queridos petizes.
Acho que só vão saber quando tiverem filhos e gostarem tanto deles como nós gostamos dos nossos.
E lembrei-me desta frase de início de uma linda poesia "a meus filhos desejo a curva do horizonte" que expressa bem o que os pais querem para os filhos e a medida (como se pudesse ser tirada) desse amor tão especial...

"A Meus Filhos
 
A meus filhos
desejo a curva do horizonte. 

 E todavia deles tudo em mim desejo:
o felino gosto de ver,
o brilho chuvoso da pele,
as mãos que desvendam e amam.

Marga,
meu fermento,
neles caminho e me procuro,
a corpo igual regresso:

ao rápido besouro das lágrimas,
ao calor da boca dos cães,
à sua língua de faca afectuosa;

à seta que disparam os ibiscos,
à partida solene da cama de grades,
ao encontro, na praia, com as algas;

à alegria de dormir com um gato,
de ver sair das vacas o leite fumegante,
à chegada do amor aos quatro anos. "

António Osório, in 'A Raiz Afectuosa'

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Ai as cruzes

Gostava de saber como é possível ter partido as costelas sem dar por isso...
Não caí, nem tive trauma. Terá sido durante a gravidez? Só pode...
Bom dia!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Bom dia, Miranda!


Hoje também trago a minha stardust!

sábado, 17 de janeiro de 2015

O melhor dos meus dias




Ver os meus filhos aos abraços!

Parabéns Mãe!


"MÃE...
São três letras apenas,
As desse nome bendito:
Três letrinhas,nada mais...
E nelas cabe o infinito
E palavra tão pequena-confessam mesmo os ateus-
És do tamanho do céu
E apenas menor do que Deus!"
Mario Quintana
 
Muitos parabéns minha muito querida e fabulosa Mãe. Que conte muitos mais, igualmente bons,na companhia dos que lhe são queridos!
Com amor,
Mor

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Bom fim-de-semana!

Love Is A Many-Splendored Thing, Jennifer Jones, William Holden, 1955 Premium Poster

Logo à noite vamos namorar...

Boko Haram

Before and after satellite images of Doron Baga

O grupo terrorista Boko Haram pode ter assassinado duas mil pessoas na cidade de Baga, região nordeste da Nigéria, no últimos dias e conseguido dominar a região.
Nas imagens, captadas a 2 de janeiro e a 7 para melhor notar as diferenças, percebe-se como cerca de 3.700 edifícios, nas localidades de Baga e Doron Baga, foram completamente destruídos. “Estas imagens detalhadas mostram a devastação de proporções catastróficas em duas cidades, uma das quais quase desapareceu do mapa em quatro dias”.
 As 234 crianças de sexo feminino, desaparecidas em Abril de 2014, continuam reféns e pouco se ouve falar delas.
Vamos continuar impávidos e serenos, sem manifestações ou pressões sobre a comunidade e organizações internacionais? Que mundo este!
Boa sexta-feira.

Em preparação

Pompoms
Como adoro festas!
Bom dia...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Viva os piqueniques


Mangomini-How To Have A Perfect Picnic

 
Mais coisa menos coisa estava lá tudo... As crianças adoraram o piquenique, com direito a mesa e toalha e, pediram para repetirmos todos os fins-de-semana. A companhia não podia ser melhor e houve muita risota.
Limonada rosa, folheados de salsicha, sushi, cachorros, salame de chocolate, bolo de macã e canela, cervejinha, sandes, uma maravilha...
Com alguma organização é fácil fazer um programa bom e diferente!
Bom dia!

Lição de vida

"O tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará."


Mario Quintana

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Sabrinas



Para mim as melhores são portuguesas.
Da hera, está claro! Não são baratas mas lindas e confortáveis...
Bom jantar e até amanhã.



 

Descoberta assustadora para o ambiente



Afinal o plástico não reciclado que não dá à costa está no fundo do mar...
Calcula-se que nas partes mais profundas do mar há, pelo menos, 270 mil toneladas de plástico. Podem ler o resto aqui. É assustador!
Até já!

Educação precisa-se!

 

Estou cheia de trabalho e sem tempo para me coçar.
Sobre os acontecimentos mundiais, a liberdade de expressão e o movimento Charlie já foi dito tudo e eu embora tenha uma opinião formada (como toda a gente, aliás) não me parece ser de acrescentar.
Noto que as pessoas estão malcriadas. Nas exposições das suas ideias, a combater outras opiniões. Ofensivas. Como se na era digital fosse permitido tudo. Não é! Há limites e as pessoas têm que ser cívicas e educadas para haver diálogo.
Haja educação. Bom dia!

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Pensamento




E o dia começa bem! Boa sexta-feira...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Despertar de rei





Image result for bolo rei
Há melhor pequeno-almoço do que torradas de bolo rei com manteiga?!
Tão bom, dieta precisa-se!
Bom dia...
 

Os filhos e a igualdade entre os progenitores

Tal e qual aquilo que penso sobre os filhos e a igualdade entre os progenitores. Ipsis verbis, subscrevo e apoio.
Rititi em "Os filhos são de todos".
É preciso mudar o mundo e as cabeças!
Bom dia.

Ainda o Natal



 Enquanto abria os presentes a minha Loufuzinha exclamava meio desesperada "mas eu não pedi nada disto ao Pai Natal!", como se o velhote estivesse tantan e tivesse baralhado os presentes com  os de outra criança... O que nos devia pôr a pensar sobre a sociedade de consumo e limites de presentes por criança.
Deixou de novo comida para as renas, leites com chocolate para o menino Jesus e umas bolachas para o Pai Natal. Durante uns dias cheirou-lhe a renas e ouviu claramente os guizos do trenó.
Acredita piamente que o Pai Natal está em Acapulco a gozar umas merecidas férias de praia.  Impressionada, fala muitas vezes nos pobrezinhos e nos poucos presentes que tiveram no Natal.
Pediu para não desmancharmos a árvore de Natal.
Em nossa casa vive-se a época natalícia até à exaustão...