terça-feira, 31 de maio de 2011

Portas style

Sobre a política portuguesa, num prisma meramente bolha, é indiscutível que Paulo Portas (mais conhecido por Paulinho das tias e das feiras) é o líder em campanha mais bem vestido, com mais estilo e chá.
Bem se vê que é um menino, como diria a minha avó...
Até logo!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

E os preços, senhores?

Tenho reparado que o dinheiro não estica, cada vez que vou ao supermercado, um mero saco com víveres essenciais custa cerca de 500 patacas, ultimamente parece que quase tudo custa 500 patacas...
Tenho andado a pensar para com os meus botões se com a idade a avareza se estava a acentuar... Por curiosidade fui ver as estatísticas e percebi. Não é que até Abril a inflação foi de 4,88%? Isto num sítio onde até há uma década havia deflação...
Está tudo pela hora da morte!

Ainsi font font font les petites marionettes


Graças à Avó, esta é a musica preferida da minha filha desde os 4 meses... Mal a ouve começa a girar os braços e a tentar cantar.
Temos francófila?

De Mãe para filha I

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Este fim-de-semana vou dormir e dormir e dormir e dormir...
Boa sexta-feira!

Ou entra mosca ou sai asneira

Sobre a campanha eleitoral em Portugal, cada vez que oiço as declarações do líder do suposto maior partido da oposição portuguesa (aborto, novas oportunidades, IVA), lembro-me da expressão preferida das mulheres da minha família, "ou entra mosca ou sai asneira", enquanto abanamos efusivamente a cabeça para os lados e assobiamos um zzzzz entre dentes...  É como quem diz ""só sabe dar tiros nos pés", o melhor era estar sempre muito caladinho.
PPC vai conseguir a proeza de perder as eleições, com incredulidade vejo que o Sócrates, em termos de sondagens, ainda é o preferido dos portugueses (como é que é possível, tem vida de siamês?!).
Parafraseando a minha querida  Mãe "para evitar dizer disparates pense 7 vezes antes de falar".
Até breve!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

Não podemos esquecer as centenas de milhares de crianças que desaparecem todos os anos. Raptadas por redes criminosas, separadas por um dos progenitores, outras simplesmente desaparecem sem deixar rasto. Todas sofrem!
Por serem indefesas e o nosso bem mais precioso não podemos virar a cara e fingir que não vemos, independente de onde estivermos devemos denunciar os abusos de que são alvo.
Daqui a uns dias podemos descarregar aqui o manual de segurança infantil.
Até breve!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Galaxy Cotai

Por mais que tente encontrar fotografias que favoreçam o novo complexo hoteleiro Galaxy  não o consigo fazer... À semelhança do Venetian-Macau, nada disfarça a dimensão e monstruosidades dos complexos hotel/ casino que se multiplicam pelo moderno Macau...

Tal como aqui tinha escrito lá fui ao banyan & tree jantar. Sobre o jantar nada há assinalar, o normal para um jantar buffet (não aprecio especialmente pois tantas vezes se levantam os convivas da mesa que parece que estamos todos a jantar sozinhos).

Já no que toca à decoração interior das arcadas comerciais, achei TENEBROSA!!! Seguindo a linha decorativa do Novo Lisboa, os arquitectos de interiores e decoradores devem ter pegado em tudo o que tinham de horripilante, piroso, brilhante, dispendioso e espalharam ao “Deus dará” pelo novo espaço comercial, cujo resultado é abaixo de Kitsch!

Desde lustres cujo brilho faz lembrar reluzentes pedras de plástico de alguns aquários de peixes, calçadas e gigantes colunas de mármore, a monumentais fontes móveis que fazem lembrar os discos voadores do espaço 1999, há espaço para tudo o que é feio.

Para não dizerem que só digo mal, gostei bastante dos espaços ao ar livre (piscinas e jardins), muito agradáveis e da decoração do hotel banyan & tree. Ainda sobre o espaço comercial, penso que alguns restaurantes têm potencial!

Vão espreitar e depois digam qualquer coisa. Bons passeios!

Para embalar VIII

Desta feita em português...
Sonhos coloridos!

Palavrões

O que eu abomino palavrões, gíria gratuita falada e escrita não é comigo, abomino, detesto, odeio!
De tal maneira que, por me incomodarem, desisto de visitar blogues portugueses usa e abusadores desse tipo de palavreado.
Pela mesma razão, fujo a 7 pés de conversadores com esse tipo de verborreia.
Há quem o faça para chocar, outros por deformação. O uso generalizado de palavrões soa tão mal como umas calças transparentes em que se vislumbre fio dental, “disgusting”!
Tenho dito...

domingo, 22 de maio de 2011

O Beijo

Congresso de gaivotas neste céu
Como uma tampa azul cobrindo o Tejo.
Querela de aves, pios, escaracéu.
Ainda palpitante voa um beijo.
Donde teria vindo! (não é meu…)
De algum quarto perdido no desejo?
De algum jovem amor que recebeu
Mandado de captura ou de despejo?
É uma ave estranha: colorida,
Vai batendo como a própria vida,
Um coração vermelho pelo ar.
E é a força sem fim de duas bocas,
De duas bocas que se juntam, loucas!
De inveja as gaivotas a gritar…
Alexandre O’Neill

Bom conselho

Este ano vou à praia de altura e estive em Khao Lak...

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Sobre a semana que está acabar


Esta estação o que se vende em Macau de sandálias é feio, não tem ponta por onde se lhe pegue. Já calcorreei a baixa e o Ventetian, recuso-me a comprar sapatos em Zhuhai (o que se poupa nos ditos gasta-se a arranjar os pés...). O tamanho dos saltos assusta e o que há não me atrai e é caro. Estou tentada a ir a HK ou então vou ter que me safar online.

A minha filha é uma intelectual, com 8 meses vibrou com os Ti Tó Tis (obrigada querida G.), era ver os olhos esbugalhados de tanto fascínio (cof, cof, cof, estou taralhocamente insuportável).

Hoje à noite vou dar um salto ao Galaxy, mais propriamente ao Banyan and Tree, relato depois algumas impressões.

Continuo podre de sono e a arrastar-me. Fiz as contas e desde que sou Mãe tenho um débito de sono de mais de uma hora por noite.

Agora que estou a alguns passos do meu peso original (hoje vesti o 36) constato que há partes do corpo que não voltam ao sítio, reduzi um tamanho de uma parte e aumentei noutra... Mistérios da maternidade!

Pode ser impressão mas pareceu-me que havia menos turistas no centro...

Espero que o fim-de-semana seja iluminado pelo sol radiante que estou a ver agora pela janela do gabinete. Queria ir à piscina. Divirtam-se e descansem, até breve!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Passaram-se 10 anos mas parece que foi ontem que a minha querida Avó nos deixou. As memórias continuam vivas.

Para embalar VII



Uma das mais conhecidas músicas em Mandarim... Bons sonhos!


ni wen wo ai ni you duo shen

wo ai ni you ji fen
wo de qing ye zhen
wo de ai ye zhen
yue liang dai biao wo de xin
ni wen wo ai ni you duo shen
wo ai ni you ji fen
wo de qing bu yi
wo de ai bu bian
yue liang dai biao wo de xin
* qing qing de yi ge wen
yi jin da dong wo de xin
shen shen de yi duan qing
jiao wo si nian dao ru jin
* ni wen wo ai ni you duo shen
wo ai ni you ji fen
* ** ni qu xiang yi xiang
ni qu kan yi kan
yue liang dai biao wo de xin
Repetir *

Amigo




"Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».

«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!

«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!

«Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.

«Amigo» é a solidão derrotada!

«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa! "

Alexandre O'Neill, in "No Reino da Dinamarca"

quarta-feira, 18 de maio de 2011

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Respira fundo!!!

Jumpsuit, vulgo Macacão

Se ainda não tem vá a correr comprar...
Super In para a noite e para o dia, com saltos ou sandálias rasas. Pessoalmente prefiro com saltos e para a noite, estando na lista de eleição os da DKNY.
Boas compras!

Adeus barbearia Kak Lan

Primeiro foi a loja de bolachas na esquina da Rua da Palha, seguiu-se a papelaria, depois a saudosa e tradicional barbearia Xangai (onde as mulheres da minha família de outras gerações fizeram as unhas),  mais recentemente o restaurante Long Kei e a vaquinha, na semana que passou a barbearia Kak Lan...
Todos os dias fecham lojas que estiveram a atender ao público longas décadas. Os tin tins abandonados à sua sorte com menos mobília e antiguidades fazem dó!
O Centro de Macau da minha infância que eu tanto gostava e conhecia está a desaparecer, dando lugar a horrorosas lojas de biscoitos e carne seca, fast food e Sasa’s.
É o progresso, a lei da oferta e procura, oiço por aí, os preços das rendas que não param de subir! As fachadas, totalmente descaracterizadas, deixam antever um centro amorfo, com lojas todas iguais, onde não existem clientes habituais não nos tratam pelo nome, não sabem quem nós somos.
É pena não seguirmos o exemplo de Hoi An (no Vietname), também património da Unesco, onde apesar de viverem do turismo, o comércio tradicional se mantém e até serve de chamariz. É ver as fachadas todas diferentes, bem recuperadas, sorridentes clientes locais, galerias em várias esquinas, ferragens, mercearias, barbeiros, restaurantes cuidados, hospedarias.
Quando os turistas deixarem de se interessar por biscoitos e afins vamos ter um feio centro desértico pois, as gentes de Macau, por ali não encontrarem nada do que precisam, só multidão, desacostumaram-se a passear-se pela “baixa”...
Muita pena.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Um bafo irrespirável. Almoço marcado... Sono, muito sono. Moleza. Apetece-me estar em todo o lado menos aqui.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Homens da Luta fora da Eurovisão.
Ufaaaa, ainda bem, poupamos uma vergonhaça na final. Peloamordeus o que era aquilo?! Portugal já tem má imagem q.b. não precisa de ajudas pseudo musicais...

Súplica - Miguel Torga

Na RTPi passaram há já uns tempos um programa sobre Miguel Torga. À semelhança de muita gente, li os Bichos no liceu. Lembro-me que me impressionou o conto sobre o burro. Não me lembro de ter lido outras coisas do Miguel Torga. Entretanto fiz uma pesquisa (os tempos actuais trazem vantagens) e descobri alguns escritos lindos de Torga.

Deixo-vos com aquele que mais gostei. Até amanhã.

Súplica
Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Depois de me ter tornado Mãe, não consigo ler notícias sobre ocorrências negativas que se relacionem com crianças (maus tratos, deficiências, fatalidades, doenças) sem engolir em seco, sentir um nó na garganta e uma lágrima pronta a saltar...
Todas as crianças deviam ser felizes, saudáveis e imortais.
Até breve!

sábado, 7 de maio de 2011

Pavorosa tatuagem

Alguns dias de praia fizeram-me voltar a ter uma certa inspiração bolha...

As tatuagens abundam nos destinos de praia e não consigo entender o fascínio que certas pessoas têm de pintalgar os corpos com imagens que ainda por cima são perpetuamente medonhas. Quando era pequena, só os marinheiros e ex combatente procuravam eternizar nos seus corpos, importantes datas ou momentos. Popeye the sailor man!  Actualmente as pessoas tatuam-se por alegadamente razões artísticas e estéticas, sofroooo!!!

No toldo do lado estava um Bratva de meia idade com 5 temerosas estrelas, do tamanho das palmas das mãos, tatuadas num braço lívido, gordo e flácido... Estão a imaginar esse russo quando tiver 120 anos com 5 estrelas cadentes no braço?!

Também não gosto de ver pessoas a beber directamente do gargalo da garrafa, então se forem mulheres ainda me parece pior... Ar de rancho!

E vestir-se para jantar calçado de xanatas? Quelle horreur... Chinelito só mesmo para a praia, piscina e SPA.

Por hoje é tudo, um fim-de-semana cheio de sol!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Khao Lak


Praias espectaculares, desertas, construção quase nula, sem confusão, verdadeiro destino tropical.
Dias lindos com alguma chuva, muito mergulhos e gargalhadas!
Fora do hotel poucas alternativas para jantar e fazer compras. Longe da agitação, alugamos um carro e rumamos a Phuket para fazermos algumas compras!
Também reservamos um dia para passear pelas praias da península. Todas fantásticas com alguns resorts para todos os gostos e bolsos.
Tentamos almoçar no sarojin mas como a nossa filha não tem 12 anos não o pudemos fazer. Fica para outra vez! Deve ser um bom hotel para namorar.
Até breve.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

8

A minha bijou faz 8 meses, sem querer cair no ridículo, torna-se praticamente impossível exprimir por palavras o que sinto cada vez que se ri para mim, oiço uma gargalhada, chego a casa.
É um amor tão estranho, infinito, embora não seja calculável parece aumentar de dia para dia... 
Votos de um dia, uma vida muito feliz!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

domingo, 1 de maio de 2011

Feliz dia da Mãe

"Para Sempre
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
 
Carlos Drummond de Andrade, in 'Lição de Coisas'